quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Os dez mandamentos

Os Dez Mandamentos
No entanto, assim que ficaram livres dos egípcios, os israelitas se queixaram a Moisés: "Você nos trouxe para este deserto para que morrêssemos. Não temos nem água e nem comida".

Deus, em sua grande misericórdia,disse: " Prestem atenção: vou fazer cair pão do céu. Todos os dias, vocês se levantarão e recolherão os pães". E foi o que aconteceu; os israelitas chamaram aquele pão de "maná". Deus também providenciou água para o povo.

Logo depois, os israelitas acamparam em volta de um monte, no deserto do Sinai. De repente, houve trovões e relâmpagos no monte; uma nuvem espessa apareceu, e ouviu-se o som de uma trombeta - um som tão alto que o povo estremeceu. E o Senhor, envolvido em fogo, desceu ao monte, e o monte inteiro tremeu.

Deus mandou que Moisés subisse ao tope do monte e disse-lhe o seguinte: "Eu sou o Senhor seu Deus. Fui eu que o tirei da terra do Egito; que o libertei da escravidão". E enquanto falava, o Senhor escrevia os Dez Mandamentos numa tábua de pedra.
Não adorem a nenhum outro deus—só a mim.
Não façam nenhum tipo de ídolo nem adorem imagens.
Não usem o nome do Senhor, o seu Deus, com falta de respeito.
Lembrem-se que o sétimo dia é um dia santo, de descanso.
Honrem seu pai e sua mãe.
Não matem.
Não adulterem.
Não roubem.
Não inventem mentiras sobre as outras pessoas.
Não cobicem a casa nem as propriedades e nem a mulher de seu próximo.
Com estes mandamentos, Deus deixou bem claro qual era seu padrão de santidade. Ele também instruiu Moisés sobre o que deveria ser feito quando alguém desrespeitasse suas leis.

Ele disse: "Construa um altar de terra e dedique-o a mim. Use-o para oferecer os sacrifícios, e abençoarei vocês. O sangue cobrirá seus pecados, e eu perdoarei vocês".

Nenhum comentário:

Postar um comentário